Meditação não é terapia

“Você pode transformar

As pressões perniciosas de sua vida

Em alegrias encantadoras

Afirmando a si mesmo

Que o mundo ao seu redor pode existir facilmente

E até mesmo prosperar

Sem você.”

– Sri Chinmoy, As Asas da Alegria

meditação terapia ansiedade flor

“Ignorando a ansiedade, você pode se livrar dela por um breve período. No entanto, se quiser se livrar dela para sempre, vai precisar iluminá-la. No começo, se puder convencer sua mente de que a ansiedade não existe, haverá um alívio temporário. Se mesmo por um único dia você estiver livre da ansiedade, terá conseguido alguma coisa. Porém, até que ela seja iluminada, não haverá satisfação verdadeira. Você pode iluminar a ansiedade ao trazer luz para o seu organismo de modo consciente, por meio da oração e da meditação.”

Sri Chinmoy, do livro As Asas da Alegria

Meditação para ansiedade? Meditação não é terapia

Por Bhumika Barros

A meditação é uma terapia alternativa?

É um tema polêmico… A despeito de muitos médicos estarem indicando a prática de meditação como uma terapêutica de combate à ansiedade, depressão, fobias etc, após praticá-la por 18 anos, cheguei a algumas conclusões que gostaria de compartilhar.

A arte da meditação

A meditação é uma arte! Assim como a criança aprende ‘artes’ na escola (pintura, desenho, escrita em prosa, poesia…), em nossa vida, pode surgir a oportunidade de aprendermos essa arte – a da meditação.

Porém, havemos de reconhecer, que nem todas as crianças demonstram o interesse necessário ou a habilidade necessária ou o esforço necessário para despontar nas aulas artísticas, não é mesmo? (Eu mesma sendo um desses exemplos). O que isso significa? Que dali nunca surgirá um artista? A resposta é um estrondoso “não”! (Em alguns casos sim, pois nem todos vêm ao mundo para serem artistas, mesmo amadores). Em outros casos, tal interesse ou habilidade ou esforço, só surge mais tarde, pois nós mudamos como pessoas e nossas buscas também mudam.

 

Meditação para ansiedade, depressão, insônia etc

Sempre me deparo nos cursos que ofereço, com pessoas que vêm buscar tratamento psicológico através da meditação e, de fato, confesso que em mim, isso gera uma certa preocupação. As queixas mais comuns são ansiedade, depressão, insônia, fobias e similares. Imaginem o que é para o muito ansioso, ter que ficar por minutos parado (claro, sendo guiado por algum exercício de concentração), mas, com o corpo parado por minutos! Imaginem o que significa para o que está sofrendo de depressão, ser forçado a se voltar mais e mais para dentro, num momento em que ele mal está conseguindo sair da cama! Podem imaginar? A resposta é só uma: a não ser que não sejam problemas muito graves (apenas um momento difícil na vida), a meditação pode até ter o efeito contrário ao que está sendo buscado!!!

srichinmoylifts3081lbsHá que ter interesse, uma pequena habilidade e muito esforço! A meditação é uma prática de vida. O sentar de manhã e à noite como é recomendado, é apenas uma pequena parcela de todo o trabalho – sim, trabalho ­– que tem que ser feito, para você chegar a algum resultado.

Geralmente, pensa-se em meditação apenas como algo muito sublime, pacífico, calmo… Mas, para se conseguir esse algo, é preciso investir tempo, dedicação, energia, força de vontade. O interesse tem que ser razoável, a habilidade até pode se desenvolver, mas só com muito esforço. Por isso, o indivíduo tem que ter condições mínimas para…tentar!

Leitura recomendada



Em cada um dos seus capítulos, este livro nos ensina a superar uma situação ruim e desenvolver uma qualidade positiva. De ansiedade, tristeza e medo até paz, alegria e coragem, o livro também aborda aspectos iniciais da meditação. É a leitura recomendada para quem busca inspiração para seguir em frente e transformar o que tem de ser transformado.

A partir de 20 reais.

Buscar preços

Deus irá definitivamente amplificar

A aspiração do seu coração

E a dedicação da sua vida.

Ele está apenas esperando

Pelo momento certo

E o lugar certo

E também, pelo público certo.

Sri Chinmoy, do livro Twenty-Seven Thousand Aspiration-Plants nº 159

Quem está em condições ideais para começar a meditar?

O corpo minimamente receptivo para tentar parar por um instante (claro que isso se desenvolve também com o tempo), as emoções minimamente reconhecidas (não extremamente descompensadas), e a mente, esta , a que mais resiste, tem que estar querendo muito (por isso, não adianta irmos só porque o outro acha que devemos fazer).

Uma vez que consigamos reunir uma leve afinidade entre esses três elementos, podemos embarcar nesse mundo fascinante da meditação. Um mundo desconhecido à mente, mas conhecido à alma. Onde a prática constante, pode sim, nos levar a um equilíbrio imprescindível para vivermos nesse mundo, mas, muito além disso, nos leva à descoberta do reconhecimento do Divino dentro de nós.

Há beleza na diversidade! Nem todos estão no mesmo momento de vida, nem todos estão prontos para essa busca fascinante e árdua. Toda busca fascinante É árdua! Vejamos os atletas olímpicos, os músicos virtuosos. Não achamos fascinante seus trabalhos? E o quão árduo para eles, não é mesmo?

Um conceito de meditação

Essa é a mensagem que gostaria que médicos e pacientes lessem: a meditação é uma busca maravilhosa do Ser Divino que nós somos, porém, esquecemos. É uma busca, que uma vez iniciada, não tem mais fim, nos acompanha por toda a vida, por todas as vidas. A meditação não é uma terapia e – se me permitem terminar com uma aparente contradição – ao mesmo tempo, ela nos trabalha, nos traz auto-conhecimento, nos transforma com a rapidez de um foguete. Portanto, é a melhor das terapias!

“Quando formos vítimas de ansiedades e preocupações, o melhor remédio é sentir interiormente o Amor de Deus por nós. As ansiedades e preocupações irão embora só se nos identificarmos com algo que tenha paz, harmonia, divindade e o sentimento de plena unicidade. Se nos identificarmos com o nosso Piloto Interior, conseguiremos a força de Sua Luz iluminadora. As preocupações aparecem porque nos identificamos com o medo. Se ficarmos preocupados a toda hora ou tivermos pensamentos negativos, nunca chegaremos ao nosso destino. Só ingressaremos na divindade se tivermos pensamentos positivos: ‘Eu sou de Deus. Eu sou para Deus.’ Se pensarmos assim, não haverá preocupações nem ansiedades.”

Sri Chinmoy, do livro As Asas da Alegria

meditação ansiedade borboleta flor